/
  • Streaming + Download

     

1.
01:19
2.
01:58
3.
02:43
4.
01:22

credits

released August 1, 2016

tags

license

all rights reserved

about

Time and Distance Brazil

Vegan Straight Edge Punk from Brasil.

Piá, Fábio, Afonso
Bruno e Luis.

contact / help

Contact Time and Distance

Streaming and
Download help

Track Name: Walls
Your words are just like walls.
Setting up boundaries between you and me.
Your own neoliberal individual prison.
Disguised as meryth. As protection. Because...

Walls are fear.
Walls are selfishness.
Walls are fear.
Walls are painted in white.

Walls are fear...
Walls are selfishness...
In Gaza...
In Calais...
In your home...
In your mind.

Paredes

Suas palavras são como paredes.
Estabelecendo os limites entre você e eu.
Sua própria prisão neoliberal e individual.
Disfarçada de mérito. De proteção. Porque...

Paredes são medo.
Paredes são egoísmo.
Paredes são medo.
Paredes são pintadas de branco.

Paredes são medo...
Paredes são egoísmo...
Em Gaza...
Em Calais...
Na sua casa...
Na sua mente.

* Always me first. Always mine first. Mine things. I worked hard for it. I desserve it. And nobody has nothing to do with it. And everything else is not my problem... These thoughts and behaviors built the ideal enviroment for neoliberalism development. An economic system that puts private property and individual results over the social ballance. That turns meryth the perfect disguise for all this system’s nocive effects. And are exactly these thoughts and actions that keeps refugees arrested in Calais, confined in Gaza. Are these thoughts and actions that arrest each one of us.

* Sempre eu primeiro. Sempre o meu primeiro. As minhas coisas. Eu trabalhei. Eu me esforcei. Eu mereço. E ninguém tem nada a ver com isso. E o resto não é problema meu... Esses pensamentos/comportamentos construíram o ambiente ideal para o desenvolvimento do neoliberalismo. Um sistema econômico que coloca a propriedade privada e as conquistas individuais acima do equilíbrio social. Que transforma o mérito num disfarce perfeito para todos os efeitos nocivos deste sistema. E são exatamente estes pensamentos e práticas que mantém refugiados cercados em Calais, confinados em Gaza. São estes pensamentos e práticas que aprisionam cada um de nós.
Track Name: The River
The river that drags everything is said to be violent.
But no one says violent the margins that opress it.

The river...

And it may take thousands of years.
But this river will change it’s course.

Will find it’s way.
Will meet the sea.
Opression will end sometime.
We gotta start taking stones off the way!

Our lifes are this river!

O Rio

O rio que arrasta tudo é dito ser violento.
Mas ninguém diz serem violentas as margens que o oprimem.

O rio...

Pode levar milhares de anos.
Mas esse rio vai mudar seu curso.

Vai encontrar o seu caminho.
Vai encontrar o mar.
A opressão vai terminar um dia.
Nós precisamos começar a tirar as pedras do caminho!

Nossas vidas são este rio!

* Opression is not an isolated phenomenon, it’s not a casuality. It is fruit of the capitalista economic system. Of the interest in keeping the dogmas that sustain things the way they are. Of a market that is not concerned about it’s effects and that drags everything that gets in it’s way... Any relevant change takes a big effort and persistance. Even though it is better get used to the fact that maybe we won’t live to see the results.

* A opressão não é um fenômeno isolado, não é uma casualidade. É fruto do sistema econômico capitalista. Do interesse na manutenção dos dogmas que sustentam as coisas como elas são. De um mercado que não tem nenhuma preocupação com os seus efeitos e que arrasta tudo que se coloca em seu caminho... Qualquer mudança relevante exige muito esforço e persistência. Mesmo assim talvez seja melhor nos prepararmos para o fato de que talvez não vamos viver para ver os resultados.
Track Name: 19
Its been a few months since nineteen black young people died.
Murdered by cops on São Paulo’s suburbs with no aparent reason...

No answers were given.
As usual.
We treated it as coincidence.
As usual.

They weren’t involved in criminal activities.
Investigations were inconclusive.
A seletive attention according to the place they lived.
And the color of their skin.

No answers were given.
As usual.
We treated it as coincidence.
As usual.

It happened faar from us.
So it’s not our fault!

No answers were given.
As usual.
We treated it as coincidence.
As usual.

19

Já fazem alguns meses que dezenove jovens negros morreram.
Assassinados por policiais nos subúrbios de São Paulo, sem motivo aparente.

Nenhuma resposta foi dada.
Como de costume.
Nós tratamos isto como uma coincidência.
Como de costume.

Eles não estavam envolvidos em atividades criminosas.
As investigações foram inconclusivas.
Uma atenção seletiva, de acordo com o lugar em que eles viviam.
E a cor da sua pele.

Nenhuma resposta foi dada.
Como de costume.
Nós tratamos isto como uma coincidência.
Como de costume.

Aconteceu longe de nós.
Então não é problema nosso!

Nenhuma resposta foi dada.
Como de costume.
Nós tratamos isto como uma coincidência.
Como de costume.

* In august 2015, nineteen young people were killed and another seven were injuried on an attack in the cities of Barueri and Osasca in São Paulo’s suburbs (press is not precise about the number of dead – 18 to 19). The mass murder was a retaliation to the death of a policeman and a city guard. Investigations were inconclusive. None of the dead had register of involvement in criminal activities and even though not a single cop was arrested. One more time, the “public opinion” did not sensibilized by the death of people on the poor suburbs, faar from those who manufactures and keeps it.

* Em agosto de 2015, dezenove jovens foram assassinados e sete feridos em uma chacina nas cidades de Barueri e Osasco, periferia de São Paulo (a imprensa diverge sobre o número de mortos entre 18 e 19). Os assassinatos foram uma retaliação pela morte de um policial e um guarda municipal. As investigações não foram conclusivas. Nenhum dos jovens mortos tinha registro de envolvimento com atividades criminosas e, mesmo assim, nenhum policial foi preso. Mais uma vez, já nos esquecemos do acontecido. Mais uma vez, a “opinião pública” não se sensibilizou com a morte de pessoas na periferia, longe de quem a fabrica e a mantém.
Track Name: Howard Zinn
For the first I’m afraid to speak my mind.
At the classroom. At the workplace.
I’m afraid to loose everything that I ain’t got.
Like a threatened dog they bite!

These times.
These fuckin times.
Are the worse of times.
Reactionary and violent!

These times.
These fuckin times.
Are the worse of times.
Reactionary and violent!

You can’t stay neutral on a mooving train!
You can’t stay neutral on a mooving train!

Howard Zinn

Pela primeira vez eu tenho medo de expor o que eu penso.
Na sal de aula. No trabalho.
Eu tenho medo de perder tudo o que eu não tenho.
Como um cachorro ameaçado eles mordem!

Estes tempos.
São os piores tempos.
Reacionários e violentos.

Estes tempos.
São os piores tempos.
Reacionários e violentos.

Você não pode se manter neutro em um trem em movimento!
Você não pode se manter neutro em um trem em movimento!

* This song is dedicate to everyone who needs to keep it’s politicall and personal positions in secret, living a double life to keep their jobs and no to be agressed by the ones around them. Each one knows their conditions and the time they need to adapt their lifes and take a stand on issues that are important.

* Esta música é dedicada a todas as pessoas que precisam manter suas posições políticas/pessoais veladas, levando uma vida dupla para manter seus empregos ou para não serem agredidas pelas pessoas ao seu redor. Cada pessoa conhece suas condições e sabe do tempo que precisa para adaptar a sua vida e se posicionar sobre assuntos que exigem este posicionamento.